Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Plano de carreira

Professores de instituições federais também entram em greve

19 JUN 12 - 20h:00agência brasil

Além dos técnicos administrativos e professores das universidades federais, os professores dos institutos federais de educação profissional também estão em greve. A paralisação da categoria, que começou na semana passada, tem a adesão de profissionais de pelo menos 20 instituições, de acordo com balanço divulgado pelo Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe).

Entre as revindicações do comando de greve estão a reestruturação da carreira, a criação de um piso para os professores de R$ 2,4 mil e a promoção imediata de concurso público para substituir servidores aposentados e acompanhar a expansão da rede federal de educação profissional.

Nas universidade federais, a greve completou um mês e tem adesão de professores de 55 instituições, segundo a Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes). Uma reunião entre o governo e o comando de greve estava marcada para hoje (19), mas foi adiada pelo Ministério do Planejamento, possivelmente para a próxima semana.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Alisson, Firmino e Marquinhos concorrem à Bola de Ouro
FUTEBOL

Alisson, Firmino e Marquinhos concorrem à Bola de Ouro

Gás é reajustado pela Petrobras e preço pode ultrapassar R$ 100 em MS
BOTIJÃO DE 13 QUILOS

Gás é reajustado pela Petrobras e preço pode ultrapassar R$ 100 em MS

Com problemas de saúde, Zeca do PT deixa presidência do partido
POLÍTICA

Com problemas de saúde, Zeca deixa presidência do PT

Em um ano, número de queimadas quase dobram em Campo Grande
MEIO AMBIENTE

Em um ano, número de queimadas quase dobram, aponta comitê

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião