Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

Professores da rede particular não aceitam aumento de 3% e exigem 10%

28 MAR 2009Por 11h:33
     

        

 

Os professores e funcionários de escolas particulares não aceitaram o aumento de 3% proposto pelo sindicato patronal na primeira rodada de negociações da categoria. Eles reivindicam reajuste salarial de 10%.

Após a oferta, o Sintrae (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino) de Mato Grosso do Sul acusou os proprietários de escolas particulares de ?tirar proveito? da crise.

O presidente do sindicato, Ricardo Martinez Froes, afirmou ainda que a justificativa da crise não é válida para tratar do assunto, pois o problema não afetou esse setor da economia.

 

A próxima rodada de negociações está marcada para o dia 8 de abril, na sede do Sindicato Patronal.

Leia Também