quarta, 18 de julho de 2018

Professores da Capital terão reajuste de 1,5%

17 SET 2010Por 19h:12

MIILENA CRESTANI

Os professores que atuam nas escolas municipais de Campo Grande terão reajuste linear de aproximadamente 1,5% a partir do dia 1º de outubro, conforme já tinha sido acordado com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) em maio deste ano. O prefeito encaminhou nesta semana projeto à Câmara de Vereadores alterando a lei complementar que trata do salário da categoria.
Conforme o presidente do Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública, Geraldo Gonçalves, a proposta prevê que sejam retirados 5% da regência de classe dos profissionais e que esse valor seja incorporado ao salário-base. “As gratificações, seja para os trabalhadores das áreas rurais ou adicional por tempo de serviço, são pagas aos professores calculando-se o salário-base. Por isso, o reajuste pode variar para cada profissional”, esclareceu.
A incorporação desse aumento havia sido garantida em abril deste ano com o prefeito Nelsinho Trad. Em 1º de maio, os professores tiveram 8% de aumento. “Vamos continuar com as negociações”, afirmou. O aumento deve beneficiar cerca de seis mil docentes.

Leia Também