quinta, 19 de julho de 2018

INFORMAÇÕES SIGILOSAS

Professor fala sobre a divulgação pelo site WikiLeaks

25 DEZ 2010Por DA REDAÇÃO08h:00

O professor de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (UnB) Antônio Jorge Ramalho é o entrevistado desta semana do quadro “Saiba Mais” do canal do Supremo Tribunal Federal (STF) no YouTube. O tema abordado na entrevista é a divulgação de informações governamentais, inclusive secretas, pelo site WikiLeaks.

Ramalho comenta a divulgação, pelo WikiLeaks, de mais de 250 mil documentos sigilosos da diplomacia americana. Ele analisa se a publicação na web de tais dados, que são de interesse público, se sobrepõe à forma como eles foram obtidos, e avalia o comportamento da mídia no que se refere à publicação dessas informações.

O professor também faz uma avaliação da polêmica causada pela publicidade desses documentos – que contém dados estratégicos para os Estados Unidos, como os locais considerados fundamentais para manter a segurança do país –, e responde se a divulgação desse tipo de informação na internet pode ser considerada crime.

O entrevistado manifesta, ainda, sua opinião sobre se a divulgação de dados secretos pelo portal WikiLeaks contrapõe a liberdade de expressão a questionamentos morais e jurídicos. E, por fim, avalia o impacto que a ação do site deverá gerar no sistema de segurança de informações governamentais e empresariais, de uma forma geral.

Leia Também