Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 19 de dezembro de 2018

ORGÂNICOS

Produtores terão produção certificada

15 ABR 2011Por da redação16h:30

Na próxima segunda-feira (18), às 19h, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e do Agronegócio (Sedesc) promove um evento no gabinete da Esplanada da Ferroviária, para entrega de certificados aos produtores associados da Cooperativa de produtores de Orgânicos da Agricultura Familiar de Campo Grande (Organocoop).

Receberão a certificação, 63 produtores assistidos pela Sedesc e avaliados e aprovados pelo instituto Bio Dinâmico (IBD), contratado pelo Sebrae/MS. Estarão presentes, autoridades municipais e estaduais, representantes do Sebrae, Banco do Brasil, Organização das Cooperativas do Brasil (OCB/MS), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ministério do Desenvolvimento Social e de Combate à Fome (MDS), Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Ministério do Meio Ambiente (MMA).

O início da produção orgânica realizada pelos produtores da Agricultura Familiar em Campo Grande foi possível por meio da elaboração de um Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável firmado na parceria da Prefeitura, do Sebrae/MS e com recursos disponibilizados pela Fundação Banco do Brasil e ainda a participação da Ceasa/MS, Conab, Embrapa e Associação de Produtores.

Com este compromisso, desde dezembro de 2008, a Prefeitura de Campo Grande firmou convênio com o Ministério da Agricultura, com objetivo de fomentar o processo de produção orgânica no município. Em 23 de setembro de 2009 foi instalada a Feira de Orgânicos que passou a funcionar todas as quartas-feiras na Praça do Rádio Clube e desde 21 de agosto de 2010, aos sábados, no estacionamento do Paço Municipal.

Após a consolidação desta etapa, a produção de orgânicos deve avançar ainda mais, por meio da Sedesc que vai iniciar atividades de experimentação e adaptação de tecnologias de produção orgânica em uma área de 10 ha situada no Pólo Empresarial Oeste, onde já estão instalados 12 produtores da agricultura familiar.

No local, a prefeitura doou um terreno de cinco mil metros quadrados ao Sebrae para construção de uma Central de Processamento de Alimentos Orgânicos, onde os produtos serão higienizados, sanitizados, classificados, processados e embalados por meio de equipamentos adquiridos com recursos do Banco do Brasil.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também