Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

ALDEIA buriti

Produtores esperam voltar às suas terras após 13 anos

20 AGO 2012Por LUCIA MOREL00h:00

Os 30 produtores rurais que tentam na Justiça desde 1999 a retomada de suas propriedades localizadas em uma vasta extensão de terras entre os municípios de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti (onde fica a Terra Indígena Buriti), conseguiram decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) e estão esperançosos em retornar às suas fazendas.

Tudo indica que a Fundação Nacional do Índio (Funai) recorrerá da decisão, mas isso não tira a expectativa deles. Segundo o advogado Júlio César Souza Rodrigues, que defende oito dos 30 produtores, ficou definido que o pedido de reintegração de posse imediata será encaminhado nos próximos dias. Eles esperam que as propriedades sejam definitivamente retomadas. “Nós temos essa esperança, mas se eles (Funai) vão entrar com alguma medida, aí já não temos como prevenir”.

Os conflitos mais graves começaram na região em 1999, quando a Fundação Nacional do Índio (Funai) expediu uma portaria que estabelecia o início de estudos para a ampliação da área da aldeia Buriti, que é de 2.090 hectares. Com a portaria, pedia-se ampliação da área em 15.110 hectares, passando para 17,2 mil hectares.

Leia mais no jornal Correio do Estado

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também