Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Produtores da fronteira pedem laticínio

22 FEV 10 - 03h:30
A produção de leite em Ponta Porã é atualmente uma das principais fontes de renda dos assentamentos rurais. Os assentados produzem uma média de 36 mil litros/dia, que são comercializados para quatro laticínios, apenas um deles instalado na fronteira. Conforme informações do chefe do escritório da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) no Assentamento Itamarati, Gilberto Rodrigues, um levantamento realizado recentemente apontou que, somando a produção do Itamarati I e II e nos assentamentos Dorcelina Folador, Nova Era e Boa Vista, são produzidos 36 mil litros de leite/dia. Rodrigues explica que toda essa produção é vendida para grandes laticínios com atuação no Mato Grosso do Sul, como a Saga Agroindustrial, que produz o leite longa vida São Gabriel; para a Confepar, que é a união de cooperativas agropecuárias do norte do Paraná; Leite Camby, de Dourados; e para a Associação dos Leiteiros de Ponta Porã. “Agora est amos d iscutindo, através do projeto de Desenvolvimento Regional Sustentável do Leite, a implantação no Assentamento Itamarati II de um tanque pulmão para resfriar o leite, permitindo que o produto possa ser vendido a granel. Esse é um projeto que está sendo formatado através da Agraer, Banco do Brasil e Associação dos Moradores do Assentamento Itamarati. O empreendimento precisa de R$ 1,5 milhão de investimentos”, afirma. Gilberto Rodrigues disse que o leite atualmente é uma excelente fonte de renda para as famílias dos assentados, mesmo com o preço em baixa. Ele disse que o preço pago pelos laticínios gira em torno de R$ 0,39 o litro. “Em outras regiões, sabemos que tem preços melhores”, ressaltou.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Grupo tailandês quer <br> investir no turismo de MS
HOTELARIA

Grupo tailandês quer
investir no turismo de MS

Mente serena
CINCO PERGUNTAS

Mente serena

ECONOMIA

Decreto cria comitê técnico para desenvolvimento do mercado de combustíveis

BRASIL

'Falta apenas ouvir o Queiroz', diz Bolsonaro

Mais Lidas