Sábado, 16 de Dezembro de 2017

provocações

Procuradoria analisa imagens para apurar incitação em sessão

28 DEZ 2013Por jéssica benitez00h:00

A Procuradoria Jurídica da Câmara Municipal está analisando gravações das câmeras de vídeo da última quinta-feira (26), quando houve sessão de julgamento do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), e o secretariado municipal, bem como funcionários comissionados estiveram na Casa de Leis. A inspeção é para apurar se os servidores incitaram violência contra os vereadores ou provocaram brigas entre os militantes.

Além disso, o tempo de permanência de cada um deverá ser contabilizado, pois, ao que tudo indica, grande parte dos secretários abandonaram as pastas para ficar na Câmara protestando.

Assim como a assessora de comunicação Márcia Scherer fez há alguns dias, o superintendente de Comunicação do Município, Djalma Jardim, se envolveu em polêmica, pois foi fotografado mostrando o dedo do meio em direção ao plenário. Ele, porém, nega que o gesto seria direcionado aos vereadores e garante que entrará com processo contra o fotógrafo que eternizou o momento de fúria. 

Leia Também