Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

Procuradores e auditores entram em guerra por vaga no TCE

3 NOV 2008Por 20h:18
     

Lívia Ferreira

 

Após a eleição do presidente do Tribunal de Contas do Estado, prevista para acontecer a partir das 15 horas de amanhã na sede do órgão, será deflagrada guerra entre auditores e procuradores de Justiça que atuam naquela Corte em busca da vaga que será aberta com a aposentadoria compulsória do conselheiro Carlos Ronald Albaneze. Por se tratar de uma escolha essencialmente política, pesa em favor do candidato a capacidade de aglutinar o apoio de lideranças de alto quilate.

Será a primeira vez, desde a promulgação da Constituição Estadual, em 1989, que o TCE terá um conselheiro escolhido entre técnicos. Representando o Ministério Público Especial, que atua em conjunto com o tribunal, estão os procuradores Ronaldo Chadid, José Aedo Camilo e Terto de Moraes Valente - candidatos a conselheiro escolhidos por antiguidade. Joaquim Martins de Araújo Filho e Iran Coelho das Neves são os auditores que concorrem para ser incluídos na lista tríplice mista que será enviada ao governador André Puccinelli (PMDB).

Leia Também