Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SESSÃO SOLENE

Procuradoras de Justiça tomam posse nesta sexta

Procuradoras de Justiça tomam posse nesta sexta
14/03/2014 07:46 - DA REDAÇÃO


As novas Procuradoras de Justiça Lenirce Aparecida Avellaneda Furuya e Mara Cristiane Crisóstomo Bravo tomam posse na próxima sexta-feira (14) em sessão solene a ser presidida pelo Procurador-Geral de Justiça em exercício, Paulo Alberto de Oliveira. O evento acontece a partir das 17h no Palácio da Justiça “Desembargador Leão Neto do Carmo”, no Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, no Parque dos Poderes.

O Diário Oficial do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (DOMP) publicou na última semana a promoção, pelo critério de antiguidade para a 14ª Procuradoria de Justiça Criminal, Segunda Instância, da Promotora de Justiça Lenirce Aparecida Avellaneda Furuya. O Diário trouxe a promoção da Promotora de Justiça Mara Cristiane Crisóstomo Bravo, pelo critério de merecimento, ao cargo de Procuradora de Justiça, para 1ª Procuradoria Criminal, Segunda Instância.

Escolha
A escolha das Promotoras de Justiça para Procuradoras de Justiça foi realizada no último dia 25 de fevereiro durante reunião do Conselho Superior do Ministério Público.

Os Conselheiros presentes analisaram os nomes inscritos por critério de merecimento. Formaram a lista tríplice votada em sessão onde foram escolhidos em voto aberto e fundamentado os Promotores de Justiça: Mara Cristiane Crisóstomo Bravo (11 votos), Paulo Cezar dos Passos (09 votos) e Helton Fonseca Bernardes (09 votos).

Em seguida, o Conselho Superior do Ministério Público indicou a Promotora de Justiça Lenirce Aparecida Avellaneda Furuya à promoção pelo critério de antiguidade.

O Diário Oficial do MPMS da semana passada também trouxe a promoção, por merecimento, do Promotor de Justiça de Ribas do Rio Pardo, Leonardo Dumont Palmerston, para a 2ª Promotoria de Justiça de Ivinhema, Segunda Entrância. Figuraram na lista para promoção os Promotores de Justiça: Paulo Leonardo de Faria e Romão Ávila Milhan Junior.

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!