segunda, 16 de julho de 2018

UNIVERSIDADE DE MONTREAL

Problemas na saúde de MS também ocorrem em outros países, diz especialista

2 DEZ 2010Por KARINE CORTEZ18h:10

As dificuldades enfrentadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso do Sul, tais como demora no atendimento, falta de médicos, atendimentos de urgência e realziação de exames. não são peculiaridades do Estado, mas fazem parte de uma série de crises que o sistema enfrenta em outros países também. Pelo menos é o que diz o professor canadense André Pierre. Ele é coordenador do grupo de profissionais da Universidade de Montreal, no Canadá, que estão em Campo Grande para uma capacitação com servidores da saúde de 19 hospitais do Estado.

Para ele, “isso acontece em todo o mundo. Esse é um dos pontos em comum que estamos compartilhando com Mato Grosso do Sul e por isso estamos desenvolvendo essas ferramentas que vão instrumentalizar de um jeito novo as pessoas responsáveis pela saúde desse Estado”, enfatizou.

Em Mato Grosso do Sul “serão observados o cumprimento dos objetivos, a adaptação às necessidades da unidade e dos pacientes, manutenção de valores perante a população e a própria produção hospitalar. Decidimos investir mais nessas 19 unidades para que elas atuem efetivamente como referência, resolutividade e não mandem o que não for necessário para as macrorregiões que são Dourados, Três Lagoas e Campo grande”, explicou a secretária estadual de Saúde e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Beatriz Dobashi.

No total serão capacitados 35 profissionais entre auditores e técnicos hospitalares. O treinamento, que teve início na manhã de hoje e segue até amanhã sob a coordenação de Pierre.

Leia Também