segunda, 16 de julho de 2018

Problemas com a garantia são mais da metade das reclamações sobre celulares

28 AGO 2010Por 20h:00
     

Problemas com a abrangência e a cobertura da garantia representam mais da metade das reclamações contra fabricantes de celulares registradas nos Procons. O DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor), do Ministério da Justiça, divulgou ontem a pesquisa Barômetro, que faz um levantamento entre janeiro de julho com base nas reclamações registradas nos Procons ligados ao ministério.

Pelo balanço, 50,65% das reclamações eram referentes à cobertura. O segundo tipo de reclamação mais frequente era a de entrega de produto com danos ou defeitos (26,6%), seguido por demais problemas no aparelho (16,22%) e falta de peça para reposição (6,46%).

A empresa com o maior número de reclamações no período foi a Samsung, com 26,36% de participação. Em seguida, apareceu a LG (25,38%). A terceira fabricante mais reclamada foi a Nokia (21,19%), seguida por SonyEricsson (15,51%) e Motorola (8,56%).

Troca imediata

Em junho deste ano, o DPDC determinou que, em caso de problema no celular, os consumidores poderão exigir de forma imediata a substituição, a restituição dos valores pagos ou o abatimento do preço em um outro aparelho.

O motivo seria o aumento no número de reclamações dos consumidores em órgãos de defesa a respeito dos aparelhos. As empresas que não cumprirem as regras estarão sujeitas a multas de até R$ 3 milhões e medidas judiciais cabíveis.

Leia Também