Primeiro transplante de ovários do Brasil é feito no Paraná

Primeiro transplante de ovários do Brasil é feito no Paraná
31/07/2012 11:30 - terra


O primeiro transplante de ovários do Brasil foi realizado no último sábado no Hospital São Marcos na cidade de Maringá, no Paraná. A nutricionista Elisa Gerep de Morais, 29 anos, teve parte do tecido de seu ovário transplantado em sua irmã gêmea, a turismóloga Mariana Gerep de Morais, que sofria de menopausa precoce causada por problemas genéticos. Se o órgão não for rejeitado, a paciente poderá engravidar. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com o jornal, outra parte do tecido será preservada caso um novo transplante seja necessário. Segundo o cirurgião e pesquisador em reprodução humana da Universidade Federal de São Paulo Carlos Gilberto Almodin, responsável pelo procedimento, é necessário aguardar até seis meses para saber se haverá rejeição. A cirurgia é fruto de uma pesquisa iniciada em 1999 por Almodin. O presidente da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo, César Fernandes, afirmou que esse é um feito importante, mas que só terá sucesso se a paciente voltar a ovular e conseguir engravidar.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".