Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

'3D SEX AND ZEN: EXTREME ECSTASY'

Primeiro filme erótico 3D estreia em Hong Kong

Primeiro filme erótico 3D estreia em Hong Kong
15/04/2011 00:23 - g1


Os moradores de Hong Kong correram para os cinemas nesta quinta-feira (14) para a estreia do primeiro filme erótico em 3D, financiado por uma produtora local.

"3D sex and zen: extreme ecstasy", rodado em cantonês, custou 30 milhões de dólares de Hong Kong (US$ 3,85 milhões) e foi produzido por Stephen Shiu Jnr, presidente da One Dollar Production.

O filme é baseado em uma obra da literatura erótica chinesa do século XVII, "A carne como tapete de oração". Graças ao 3D, os espectadores, que usam óculos especiais, têm a impressão de que as atrizes estão a poucos centímetros de distância.

O filme tem como estrelas as atrizes japonesas Yukkiko Suo e Saori Hara, assim como várias taiwanesas. Muitos espectadores, incluindo várias mulheres, faziam fila antes das primeiras sessões.

"Normalmente não vou ao cinema, mas este filme não podia perder", disse Justin Lai, diante de uma sala de cinema no bairro de Causeway Bay. "Quero ver o que produz o pornô 3D em uma grande tela", acrescentou.

O filme é um remake de "Sex and zen", que estreou em 1991, até hoje o maior sucesso do cinema de Hong Kong para adultos. O longa-metragem, que entra em cartaz na sexta-feira em Taiwan, provocou muito interesse em vários países asiáticos, no Japão e na Coreia do Sul, assim como na Europa e Estados Unidos, segundo o produtor.

Outros filmes eróticos em 3D devem ser filmados em breve. O diretor italiano Tinto Brass, grande nome do gênero, anunciou a produção de uma nova versão de "Calígula", de 1979.

O grupo americano Hustler prevê uma paródia pornô em 3D do filme de ficção científica "Avatar".

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.