Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

CARNAVAL 2011

PRF registrou 80 acidentes e três mortes

10 MAR 2011Por VIVIANNE NUNES08h:15

A Operação Carnaval 2011 da Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou à meia-noite de hoje com o registro de 80 acidentes em rodovias de Mato Grosso do Sul. Três pessoas morreram e 73 ficaram feridas em ocorrências registradas durante o período de carnaval, que teve início na sexta-feira (4). A maioria dos acidentes, 23,75%, ocorreu no macro anel viário, rodovias BR-163, BR-262 e BR-060. A operação realizou 1.125 testes de bafômetro e constatou 22 ocorrências de pessoas alcoolizadas ao volante. Destas, 19 foram presas. Dos 2.290 autos de infração registrados, 49 motoristas tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhidas por irregularidades.

Comparando números registrados na operação deste ano com a do ano passado, observa-se a redução de 40% no número de mortos já que, em 2010 ocorreram cinco mortes na mesma época do ano em rodovias federais do Estado. Houve, no entanto, um aumento de 8,1% no número de acidentes passando de 74 no ano passado para os 80 neste ano e 73% de acréscimo nos casos de pessoas feridas no trânsito das rodovias passando de 42 para 73.

Ainda conforme balanço apresentado pela PRF a maioria dos acidentes (32,5%) aconteceu com saída de pista seguida de capotamento ou tombamento. A segunda ocorrência mais comum foi a de colisão traseira (25%). De todos os casos, a falta de atenção do motorista foi a principal causa (45%).

Além das ocorrências de acidentes, a PRF também contabilizou várias apreensões de drogas, pacotes de cigarros contrabandeados, notas falsas de Real e pessoas em conflito com a lei.

Droga

Foram apreendidos 235 quilos de maconha, 54,25 quilos de cocaína além de R$ 2 mil em cédulas falsas. Entre outros dados divulgados pela PRF, a prisão de 28 pessoas, apreensão de 4 adolescentes, duas armas de fogo e três mandados de prisão cumpridos pelas rodovias de MS.

O reforço policial durante a Operação Carnaval 2011 da PRF contou com aumento da fiscalização. O revezamento contou com 577 policiais durante os seis dias e utilização de quipamentos disponíveis para auxiliar, orientar e reprimir condutas de motoristas pelos 3,5 mil quilômetros de rodovias do Estado.

Leia Também