Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

CARREGAMENTO

PRF apreende em Três Lagoas 850 mil maços de cigarros do Paraguai

23 FEV 2011Por ANA MARIA BARBOSA16h:53

Em menos de 12 horas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 850 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai, em Três Lagoas. O produto era transportado em três carretas e eleva a quantidade de cigarro ilegal apreendido no Estado. A quantidade possibilitaria a distribuição de um maço para cada habitante da Capital e haveria a sobra de cerca de 100 mil maços.
A primeira apreensão aconteceu na terça-feira (22), às 19h, no km 21 da BR-262, no posto de fiscalização da corporação. Durante fiscalização, a PRF abordou o veículo Mercedes Benz, 1935 L, placas da cidade de Icaraíma (PR), conduzido por M.S.Z, de 34 anos, carregada com 500 caixas de cigarros, o que resulta em 250 mil maços somente na primeira apreensão.
Já na manhã de ontem (23), às 6h45 no mesmo local da primeira apreensão, a PRF abordou a Scania T/112, com placas de São Gabriel do Oeste (SP), dirigida por M.C.S.N. Ele apresentou aos policiais uma nota fiscal de grãos de milho a granel. No entanto, os policiais em vistoria na carga, por suspeita de excesso de peso, encontraram aproximadamente 300 mil maços.

Apenas dez minutos depois, no Km 07 da rodovia BR-262, a polícia apreendeu outro carregamento. A carga estava sendo transportada no veículo Scânia/T112 com placas de Campo Grande (MS), conduzido por C.F.R.F. O veículo também transportava cerca de 30 mil maços.

Segundo a nota da PRF, C.F.R.F apresentou notas fiscais com a mesma numeração da apreensão anterior. Os pacotes de cigarros foram encaminhados juntamente com os respectivos motoristas à Polícia Federal em Três Lagoas.
De acordo com informações da PRF, duas carretas foram removidas para Campo Grande por falta de espaço no pátio da Polícia Federal. Os condutores estão detidos e a polícia investiga se há ligações entre eles.
Pelos dados da PRF, durante o ano de 2010 foram apreendidas quatro carretas transportando cigarros contrabandeados e sem nota (crime de descaminho), o que pode revelar aumento neste crime, já que em apenas meio dia as apreensões em Três Lagoas chegam a três carretas.
 

Leia Também