Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

CHAPADÃO DO SUL

Presos que fizeram motim foram transferidos

4 JUN 2011Por DA REDAÇÃO, COM SINPOL00h:03

Dez dos 20 detentos da delegacia de polícia de Chapadão do Sul foram transferido para o municipio de Cassilândia. Eles participaram de um motim, na segunda-feira, quando destruíram completamente uma cela.

Segundo informações do Sindicato dos Policiais de Mato Grosso do Sul, a baderna teve como motivo a exigência dos presos de visitas íntimas nas celas.

Um dos líderes do motim, Anderson da Silva Souza Barbeiro, reivindicava sua transferência, alegando que já havia sido condenado.

Informado de que a decisão não dependia diretamente do investigador, Anderson e seu companheiro, Erinaldo Bezerra da Silva, começaram a quebrar a cela. Eles destruíram a parte metálica que protege os cadeados da porta de acesso, além de partes da parede que se une à grade e o muro que separa o banheiro da cela.

A manifestação causou pânico na vizinhança, pois além do barulho causado pela quebra das paredes e grades das celas, os encarcerados gritavam e insultavam os policiais civis.

Para conter o motim, todo o efetivo da polícia civil e militar foi acionado.


O presidente do Sinpol, Alexandre Barbosa da Silva, e o tesoureiro geral, Amaury José Pontes, estiveram em Chapadão do Sul para conferir as condições de trabalho dos policiais.


“Mesmo com muitas atividades, o SINPOL não deixa de se preocupar com as dificuldades enfrentadas nas delegacias. Nós lutamos por melhor qualidade de vida e valorização do policial”.


Uma das metas da entidade para esse ano é solucionar o problema dos presos nas delegacias do Estado.

Fonte: Sinpol/MS

 

 

 

 

Leia Também