sexta, 20 de julho de 2018

Presos em SP médicos suspeitos de fraude com remédios

1 SET 2008Por 11h:05
     

 

 

Nove pessoas foram presas na madrugada desta segunda-feira (1º) no interior de São Paulo suspeitas de fazer parte de uma quadrilha que causou um prejuízo de cerca de R$ 63 milhões ao Estado.

O dinheiro foi usado na compra de remédios fora do protocolo do Ministério da Saúde, usados para o tratamento de psoríase, doença caracterizada por inflamações na pele. Os medicamentos não eram disponibilizados gratuitamente pelo governo.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o grupo atuava na região de Marília, a 435 km de São Paulo. A chamada Operação Garra Rufa, realizada em conjunto com a Secretaria de Saúde de São Paulo, descobriu que os golpistas convenciam portadores da doença a ingressar com ações na Justiça, obrigando o governo de São Paulo a comprar medicamentos de laboratórios envolvidos no golpe.

 

Com informações do G1

Leia Também