Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

CAMPO GRANDE

Preso trio que fraudava pagamento de IPTU

21 MAI 2011Por DA REDAÇÃO00h:01

 

 

Trio que fraudava esquema de pagamento de IPTU foi preso nesta semana em Campo Grande. José Gilberto Fragas Ferreira, Ricardo Mario Mattos de Olivera e Térsio Moacir Brandino, segundo a polícia, oferecia às pessoas a oportunidade de quitar suas dívidas com a prefeitura a um valor mais baixo que o devido.

 De acordo com o titular da Delegacia Especializada de Defraudações (Dedfaz) Ricardo Santos de Carvalho, uma funcionária da arrecadação da prefeitura percebeu que o cheque descontado por José Gilberto Fragas Ferreira era muito alto e decidiu consultar o saldo, que constava apenas R$ 70.

 “O valor do pagamento das dívidas feito por José Gilberto era de aproximadamente R$ 380 mil e dias antes outros cheques sem fundo haviam sido devolvidos, então a funcionária já estava atenta a todos os pagamentos. Quando a Guarda Municipal foi acionada e prendeu o estelionatário, ele contou que era contratado por Ricardo Mario Mattos de Oliveira, que explicou todo o esquema de fraudes”, conta o delegado.

 Ricardo Mattos revelou que o cabeça do esquema era Térsio Brandino, que também foi preso logo depois em sua residência, no bairro Vila Duque de Caxias. Durante a apreensão, a Polícia encontrou vários documentos falsificados, além de carimbos de cartórios e empresas, e notebooks que serão periciados.

Golpe

Um intermediário abordava as pessoas perguntando se elas deviam IPTU, se a resposta era sim, ele copiava o número da inscrição do documento e dizia que tinha um esquema na prefeitura para quitar o valor até o final do ano.

 O valor recebido pelo estelionatário era repassado para Ricardo e o comprovante de pagamento da prefeitura era entregue para a pessoa, mas como o cheque era sem fundo, voltava, e a pessoa continuava com a dívida do IPTU.

Leia Também