Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Preso na fronteira ex-policial acusado de seis execuções

Preso na fronteira ex-policial acusado de seis execuções
26/05/2010 08:39 -


Sílvio Andrade, Corumbá

Acusado de sequestrar o traficante William Rosales e executar seis pessoas em San Ramón, entre bolivianos e sérvios, no último dia 14, o ex-capitão da Polícia Militar daquele país, Orlando Araújo, foi preso na fronteira da Bolívia com Corumbá. O ex-militar foi localizado em Arroyo Concepción, vilarejo distante cerca de 200 metros do posto fiscal da Receita Federal.
Segundo os jornais de Santa Cruz de la Sierra, Araújo foi preso no último dia 22, em um posto de controle, e seria a peça-chave que faltava para a solução do massacre do grupo que fazia a segurança particular do traficante William Rosales, que continua desaparecido. A mãe de Rosales disse ao jornal El Deber que o filho foi ameaçado pelo ex-policial.
De acordo com autoridades bolivianas, o confronto ocorrido em San Ramón teria sido acerto de contas entre quadrilhas formadas por policiais e ex-policiais, as quais integram cartéis de narcotraficantes com ligações internacionais que operam no país. Com a prisão de Orlando Araújo, a polícia espera localizar Rosales, que também estaria na fronteira com Corumbá.

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?