Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Preso envolvido em ataque a shopping

Preso envolvido em ataque a shopping
13/05/2010 05:21 -


Silvia Tada e NAdyenka Castro

Foragido da Colônia Penal Agrícola de Campo Grande desde janeiro deste ano, Tiago Vinicius Vieira, 24 anos, é um dos envolvidos no assalto ao Fort Atacadista e à joalheria Mandala, ocorrido no Shopping Norte-Sul, em Campo Grande, na noite de segunda-feira. Ele foi preso ontem, sendo autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e confessou participação nos crimes ocorridos no centro comercial. O jovem tem passagens por furto e homicídio e é “conhecido” nas delegacias desde que era adolescente.

Tiago e a irmã foram detidos pela manhã, depois de perseguição policial na região do Bairro Universitário. Ele ficou preso e ela foi liberada, de acordo com o delegado Roberval Rodrigues, da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Roubos e Furtos (Derf). Com Tiago, a Polícia Civil encontrou duas pistolas 9 milímetros e um saquinho com moedas. Em uma casa na Cohab indicada pela dupla foram encontradas outra pistola e uma metralhadora, além de bolsa, colete à prova de balas e máscaras, que podem ter sido usadas na ação criminosa.

De acordo com Roberval Rodrigues, policiais faziam campana em uma residência no Universitário quando o veículo Peugeot 206, conduzido por Tiago, chegou. Percebendo a movimentação, o condutor fugiu e foi perseguido pelos agentes. O carro só parou na Avenida Campestre, quando um dos pneus estourou ao passar por um buraco. No veículo estava a mulher, que negou a participação no crime. Ela teria dito que, ao perceber que o irmão pretendia atirar contra os policiais, tomou a arma e a guardou na bolsa.

Depois da prisão, o homem indicou à Polícia Civil a residência onde estava o armamento. A Derf continua com as investigações para identificar outros envolvidos nos roubos, que podem ter sido comandados por presidiários.

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...