Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

Em Tocantins

Preso detento que fugiu se passando pelo irmão

14 AGO 2012Por VÂNYA SANTOS10h:18

Marcos Antônio Cuenca, de 39 anos, que fugiu no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande ao trocar de lugar com seu irmão Weriton Velane Cuenca durante o horário de visita no dia 8 de julho deste ano, foi preso em Santa Fé do Araguaia, no Tocantins. Na ocasião, ele e o comparsa Antenor Demétrius Lemos de Moraes, 50 anos, tentavam assaltar uma agência do Banco do Brasil.

Condenado a 10 anos de prisão por roubo, Marcos Antônio estava preso na Máxima desde 12 de março deste ano. Seu irmão Weriton foi preso em flagrante e indiciado por fuga de pessoa presa. Também foi indiciado Reginaldo Acedo, que fez a condução do foragido após a saída do presídio.

Segundo a delegada de Santa Fé do Araguaia, Simone Aparecida de Melo, Marcos Antônio rendeu o gerente da agência e um guarda na última sexta-feira (10) de manhã. Ele desarmou o vigia e junto com as vítimas aguardava a chegada do tesoureiro para abrir o cofre. O restante da quadrilha dava cobertura do lado de fora do banco.

No entanto, um policial militar a paisana chegou para utilizar um caixa eletrônico e percebeu a ação criminosa. Ele acionou reforço e prendeu Antenor, que simulava usar um terminal de auto atendimento. Marco Antônio fez uma zeladora de refém, mas foi convencido pelo comparsa a se entregar. Antenor revelou que um terceiro criminoso estava num veículo Bora, placas de Curitiba, dando cobertura ao assalto.

Na noite anterior ao crime, os assaltantes e a esposa de Marcos Antônio se hospedaram numa pousada em Araguaína e, na manhã seguinte foram para Santa Fé num veículo Vectra.

Com informações de O Melhor da Amazônia

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também