Sábado, 21 de Abril de 2018

Preso delegado acusado de comandar máfia das CNHs

18 JUL 2008Por 08h:40
     Dois dias depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) mandar soltar 18 acusados de integrarem a máfia das carteiras de habilitação, o juiz Rodrigo Aparecido Bueno de Godoy, da 1ª Vara Criminal de Ferraz de Vasconcelos (SP), decretou ontem a prisão temporária de mais dez envolvidos no esquema criminoso, suspeito de ter fraudado 200 mil CNHs só em São Paulo. O grupo atuaria em pelo menos outros sete Estados. Cada lote (com 1.305 carteiras fraudadas) rendia à máfia R$ 2,3 milhões.

        

        Foram presos o ex-delegado seccional de Mogi das Cruzes Carlos José Ramos da Silva, o Casé, e Marcos Jorge Américo Trofelli, funcionário da prefeitura de Ferraz cedido à Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) da cidade. Casé é apontado como líder do grupo e sem ele, acredita o Ministério Público, o esquema jamais funcionaria.

        Com informações do Estadão

Leia Também