Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

Pente Fino

Presídios do Estado passam por vistoria

10 NOV 2010Por Vânya Santos, da redação - EDILSON JOSÉ ALVES, PONTA PORÃ - e Rose Rodrigues, Três Lagoas03h:40

Pelo menos três unidades prisionais de Mato Grosso do Sul foram alvos da Operação Pente Fino deflagrada ontem. Foram revistadas celas do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande, de Amambai, e do Presídio de Segurança Média de Três Lagoas. Além de celulares, foram encontradas porções de maconha, cocaína, pedra de crack, bebida alcoólica, balança de precisão, armas artesanais e ferramentas de escavação.

As alas A e B do Pavilhão 2 do Presídio de Segurança Máxima da Capital foram revistadas durante operação que aconteceu das 8h às 15h de ontem. A revista contou com o apoio da equipe da Companhia de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais (Cigcoe).

Informações extraoficiais dão conta de que foram apreendidos 69 celulares, 17 carregadores, 15 chips, 10 baterias, cinco facas artesanais, quase um quilo e meio de maconha, 50 gramas de cocaína e duas balanças de precisão digital. Duas marretas e uma talhadeira, que teriam sido subtraídas do setor de trabalho do presídio também estavam no pavilhão.

Durante a operação alguns presos enfrentaram a polícia e não permitiram que os militares entrassem para revistar as celas. Conforme a Cigcoe, em alguns momentos foi necessário utilizar spray de pimenta, taser – arma de eletrochoque não-letal – e bala de borracha para conter presos indisciplinados. Dois internos desacataram os policiais e ainda ontem um boletim de ocorrência seria elaborado para registrar o crime.

 Interior
No Presídio de Segurança Média de Três Lagoas foram apreendidos ontem 10 aparelhos celulares, com 21 chips; quatro fones de ouvido; nove carregadores de celular, três papelotes de pasta-base de cocaína, um papelote de maconha, além de diversos cachimbos utilizados no consumo de crack e estiletes usados como armas artesanais.

A Polícia Militar apreendeu bebidas alcoólicas, drogas e telefone celular, durante operação pente-fino na ala do regime semiaberto do Estabelecimento Penal de Amambai (EPAM). O trabalho foi desenvolvido na noite de segunda-feira por determinação do juiz da Vara Criminal, César de Souza Lima. Na ocasião foram apreendidas várias pedras de crack, cachimbo para uso da droga e embalagens de aguardentes, refrigerantes e facas de mesa. Outra constatação feita pelos policiais é de que alguns condenados beneficiados com progressão de pena não estavam recolhidos até o horário das 20h30min.

Leia Também