Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

afirma PSDB-MG

Presidente 'usa tragédia' para fazer campanha

28 DEZ 13 - 08h:28folhapress

Em mais um episódio da disputa eleitoral antecipada de 2014, a viagem da presidente Dilma Rousseff ao leste de Minas Gerais, ontem (27), para sobrevoar municípios afetados pelas chuvas motivou críticas dos tucanos do Estado.

O PSDB de Minas Gerais, que segue orientações do senador mineiro Aécio Neves, presidente nacional do partido, divulgou nota em que afirma que Dilma usou a "tragédia que se abate sobre o Estado" para "fazer campanha eleitoral".

A principal crítica do PSDB ficou em torno da presença na visita do ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), provável candidato do PT ao governo de Minas Gerais.

"É inexplicável que ela tenha evitado trazer os ministros das áreas responsáveis para dar palanque ao pré-candidato do PT ao governo de Minas. [...] A máquina pública é usada de forma incorreta para promover de forma irregular a candidatura de Fernando Pimentel em 2014", diz o PSDB-MG.

Além de Pimentel, Dilma esteve em Minas acompanhada pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), pré-candidato ao governo de São Paulo. A presidente interrompeu suas férias na Bahia para ver de perto o estrago das chuvas em Minas.

Ao longo de 2013, a presença de Dilma no Estado motivou queixas do PSDB mineiro. Muitas dessas reclamações foram feitas diretamente por Aécio. Pré-candidato ao Planalto, Aécio buscará em Minas uma votação expressiva para tentar ir a um eventual segundo turno. Nas pesquisas atuais, Dilma lidera essa corrida.

Em Minas, Pimentel também lidera as pesquisas. O PSDB criticou o fato de o ministro ter ido ao Estado duas vezes para entregar máquinas e equipamentos, como parte de um programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Na entrevista que concedeu em Valadares, tendo ao seu lado o governador de Minas, o tucano Antonio Anastasia, a presidente disse que as ações de reconstrução das cidades afetadas pelas chuvas serão feitas em conjunto com o Estado, independentemente dos partidos de cada um.

"Eu vejo uma grande parceria entre nós e um espírito de cooperação. Nessas horas nós temos que esquecer que temos divergências políticas", disse a presidente.
Apesar da declaração, o PSDB cobrou de Dilma o cumprimento de promessas anteriores para municípios mineiros atingidos pelas chuvas.

Procurada para comentar as declarações do PSDB-MG, a Presidência da República não havia respondido até o momento. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ANOS 90

Com torneio como opção por vagas no Mundial, CBF é contra volta da Supercopa

Torneio reunia os campeões da Copa Libertadores
ESTADOS E MUNICÍPIOS

Bolsonaro sanciona lei que divide recursos do megaleilão do petróleo

Capital pede mais investimentos na área de infraestrutura
GOVERNO PRESENTE

Capital pede mais investimentos na área de infraestrutura

Presidente do Ibama diz que derramamento de óleo é situação inédita
PRAIAS DO NORDESTE

Presidente do Ibama diz que derramamento de óleo é situação inédita

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião