Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Presidente francês anuncia separação, 15 dias após revelação de infidelidade

Presidente francês anuncia separação, 15 dias após revelação de infidelidade
25/01/2014 17:45 - FOLHAPRESS


Quinze dias após a revista de celebridades "Closer" ter estampado reportagem sobre seu "affair" com a atriz Julie Gayet, 41, o presidente francês, François Hollande, 59, anunciou sua separação da jornalista Valérie Trierweiler, 48, até então sua namorada e com status de primeira-dama. Não foi propriamente uma surpresa. Antes do anúncio de hoje, fontes oficiais chegaram a tratar do assunto, classificado por elas de "falsos rumores". Além disso, Valérie se preparava para viajar à Índia para apoiar a ONG "Ação Contra a Fome" --viagem que, no entanto, deve acontecer de forma privada. 

A imprensa francesa já vinha dizendo que o anúncio era iminente. Na manhã de hoje, contudo, o canal televisivo BFM-TV se adiantou ao comunicado do palácio do Eliseu. O mesmo aconteceu com os jornais "Le Journal Du Dimanche" e com o "Le Parisien", que usou a expressão "c'est fini" (algo como "acabou") para antecipar a separação do ex-"primeiro-casal" francês. Desde a revelação do "affair", a popularidade do presidente mais impopular da história da França subiu, segundo pesquisa encomendada pela revista "Le Point".

Hollande e Valérie não eram casados, mas viviam juntos há cerca de oito anos, quando o atual presidente se separou de Ségolène Royal, também do Partido Socialista, com quem viveu por 25 anos e teve quatro filhos. Candidata à presidência em 2007, Ségolène já havia pedido Hollande em casamento publicamente, mas recebeu o silêncio como resposta.
Depois de "Closer" ter publicado no dia 10 de janeiro a notícia do romance clandestino entre o presidente francês e a atriz Julie Gayet, acompanhada de fotos noturnas em que Hollande aparecia vestindo um capacete de motoqueiro, Valérie Trierweiler foi internada por cerca de uma semana num hospital de Paris.

A Dexter, empresa fabricante do capacete, rebatizou o modelo: agora, ele se chama Dexter President. Por sua vez, Hollande encontrou-se no Vaticano com o papa Francisco na última sexta, num clima que as agências noticiosas chamaram de "formal", oficialmente para discutir o problema da guerra civil na Síria. Ao santo padre Hollande teria dito: "estou muito feliz por ser recebido aqui". Horas antes de sua chegada à Itália, uma bomba caseira explodiu perto da igreja São Ivo dos Bretões, frequentada pela colônia francesa em Roma, causando apenas pequenos danos materiais.
 

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.