Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

vitória

Presidente eleito Michel Martelly promete uma nova era no Haiti

5 ABR 2011Por afp16h:02

Michel Martelly, o vencedor das eleições presidenciais no Haiti, prometeu nesta terça-feira o início de uma nova era e se comprometeu em ser o "presidente de todos os haitianos", no dia seguinte ao anúncioi de sua vitória ante o adversário Mirlande Manigat.

"Povo haitiano, uma nova era começa (...) Comprometo-me a fazer dela a mais bela página de minha vida", afirmou o novo presidente em coletiva de imprensa em Porto Puerto Príncipe, sua primeira aparição pública desde o anúncio de sua vitória.

"Que aqueles que sofrem no corpo e na alma recuperem o ânimo. As coisas vão mudar", prometeu o ex-cantor popular, que sucederá, em 14 de maio, o presidente René Preval na presidência do país mais pobre do continente americano, atingio em janeiro de 2010 por um terremoto que deixou mais de 220.000 mortos.

O país também enfrentou uma epidemia de cólera, que deixou mais de 5.000 mortos desde meados de outubro.

Martelly foi eleito presidente do Haiti com 67,57% dos votos, segundo resultados preliminares divulgados na segunda-feira, após o segundo turno eleitoral de 20 de março, no qual enfrentou a ex-primeira-dama Mirlande Manigat.

Martelly derrotou Manigat, que obteve 31,74% dos votos contabilizados, segundo os resultados divulgados pelo Comitê Eleitoral.

Os números definitivos serão anunciados no dia 16 de abril, depois de um período durante o qual ambos os candidatos podem entrar com ações ante as autoridades eleitorais.

A vitória de Martelly, um cantor popular de 50 anos, conhecido como "Tet Kalé" ("cabeça calva" em língua crioula) por seus seguidores, foi inesperada uma vez que não passou pelo primeiro turno. Mas as fraudes detectadas permitiram a ele apresentar-se no lugar do candidato governista Jude Célestin para enfrentar a ex-primeira-dama e intelectual Mirlande Manigat.

Leia Também