quinta, 19 de julho de 2018

Presidente do TSE visita desembargador vítima de atentado em Sergipe

19 AGO 2010Por 06h:15
     O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, esteve ontem (18) em Aracaju (SE), onde foi ao hospital visitar o desembargador Luiz Antônio Araújo Mendonça, presidente do Tribunal Regional Eleitoral daquele estado e que pela manhã foi vítima de um atentado. 
                                        
                                        Atentado
                                        
                                        O carro em que transitavam o presidente do TRE-SE e o motorista foi alvejado por tiros na capital sergipana. O motorista foi atingido e está internado e o desembargador ferido por estilhaços de vidro. O ministro Ricardo Lewandowski ao final da visita concedeu uma entrevista coletiva aos jornalistas na qual afirmou que aguarda uma apuração rigorosa do fato.
                                        
                                        Estado de saúde
                                        
                                        "Tive a satisfação de encontrar o desembargador Luiz Mendonça, que está bem de saúde. Ele sofreu apenas um tiro de raspão. Está com estilhaços de metal e vidro no corpo, que serão oportunamente retirados", comentou o presidente do TSE ao relatar o estado de saúde do presidente do TRE-SE.
                                        
                                        Em relação ao motorista do carro oficial, o presidente do TSE se inteirou sobre as lesões sofridas pelo servidor, que consistiram em ferimento a bala na cabeça, sendo submetido à operação nesta tarde.
                                        
                                        Investigação
                                        
                                        O ministro informou que já conversou com o ministro da Justiça, com a direção-geral da Polícia Federal, com o governador de Sergipe e com o presidente do Supremo Tribunal Federal sobre o atentado. As investigações serão conduzidas no estado conjuntamente pelas polícias Civil e Federal.  ?Por enquanto não há nenhuma hipótese concreta de autoria?, afirmou o presidente do TSE durante a coletiva ao ressaltar que "as polícias militar e civil estão engajadas na elucidação desse caso, em colaboração com a Polícia Federal".
                                        
                                        Segundo Ricardo Lewandowski, apesar de muito grave, o episódio não compromete a normalidade das eleições em Sergipe, uma vez que ?todas as providências estão sendo tomadas para esclarecer o mais rapidamente este caso?. 
                                        
                                        Segurança nas eleições
                                        
                                        O ministro anunciou ainda que "é necessário reforçar a segurança não apenas dos membros dos Tribunais Regionais Eleitorais e dos ministros do TSE, mas sobretudo dos juízes eleitorais que atuam nos rincões mais afastados do país". 
                                        
                                        "A Polícia Federal e a polícia do Estado têm todas as condições de garantir a segurança não apenas dos magistrados, mas também dos eleitores e dos candidatos. Onde for necessário, deslocaremos forças federais para reforçar a segurança", informou o ministro Ricardo Lewandowski.
                                        
                                        Motivação
                                        
                                        Sobre a motivação do crime, Ricardo Lewandowski acredita que são várias as hipóteses. ?Pode ter sido um crime de motivação político-eleitoral ou de motivação comum ou ainda relacionado ao passado profissional [do presidente do TRE]?, disse o presidente do TSE ao lembrar que o magistrado Luiz Antônio Araújo Mendonça antes de se tornar desembargador foi membro do ministério público e secretário de Segurança Pública no estado.
                                        
                                        "Como promotor de Justiça que o desembargador Luiz Mendonça foi, ele evidentemente atuou em diversos casos complicados, trabalhou para a prisão de vários criminosos. Pode ter sido a vingança de alguém que tenha sido atingido por sua atuação quando era promotor de Justiça ou secretário de Segurança Pública", comentou o ministro sobre as hipóteses que podem ter motivado o crime.
                                        
                                        O presidente do TSE salientou ainda que a Corte prestará todo apoio necessário ao TRE-SE para que as eleições de 2010 transcorram normalmente no estado de Sergipe. A desembargadora vice-presidente assumirá interinamente a presidência do TRE-SE.
                                        
                                        Em razão da viagem do presidente do TSE a Sergipe, a sessões extraordinárias jurisdicional e administrativa do Tribunal convocadas para esta noite foram canceladas.
                                        

Leia Também