Quarta, 17 de Janeiro de 2018

Presidente do Paraguai nega ingerência em crise institucional

3 JAN 2010Por 11h:50
     

        Da redação

         

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, rechaçou as acusações de membros da oposição e negou que seja o promotor da crise institucional atravessada pelo país sul-americano.

Pouco antes do Ano Novo, a Corte Suprema de Justiça paraguaia emitiu uma sentença na qual devolve o cargo aos ministros do tribunal que foram destituídos pelo Congresso em 2003.

Vários líderes políticos viram a decisão como um golpe institucional contra o Poder Legislativo e culparam Lugo de promover o caso para gerar caos e obrigar a uma negociação política que seja conveniente a seus interesses.

- Desminto categoricamente qualquer tipo de insinuação de intromissão do Poder Executivo em competências de outros poderes do Estado - rebateu o presidente em um comunicado.

Com informações da Agência ANSA

         

Leia Também