Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Presidente do Cene cobra bons resultados

Presidente do Cene cobra bons resultados
02/08/2010 12:14 -


JAKSON PEREIRA

O alto investimento feito pelo Cene com o objetivo de montar uma equipe competitiva para o Campeonato Brasileiro da Série D ainda não surtiu efeito, pelo menos no encerramento do turno da primeira fase, já que a equipe ainda não venceu.
Em três jogos, o time de Campo Grande conquistou apenas dois pontos (empates com Madureira, no Rio de Janeiro, e Tupi, em Minas Gerais) e ainda perdeu em casa para o Botafogo de Ribeirão Preto. O mau desempenho já está incomodando o presidente do clube, José Rodrigues.
“Contratamos todos os jogadores que o treinador (José Macena) pediu, mas a equipe não consegue jogar um bom futebol. Durante as partidas até começamos bem, mas quando marcamos gol nos retrancamos e chamamos o adversário para cima”, disse o presidente em entrevista a uma rádio da Capital, após o empate contra o Madureira.
Nos últimos dois jogos, o time cenista, mesmo jogando fora de casa, abriu o placar, porém tomou o empate. “Estamos pensando em mudanças. Não podemos seguir com esta situação, pois temos time para brigar pela classificação. Estou de cabeça quente, não vou falar mais, porém mudanças vão acontecer”, esbravejou Rodrigues sem garantir a permanência do treinador no cargo. “Vamos conversar. A diretoria vai se reunir e tomar a decisão que for melhor para o clube. A verdade é que da forma como está não pode continuar”, complementou o presidente.
O Cene volta a jogar pela Série D no próximo sábado, às 15h, no Estádio Morenão, contra o líder Madureira.

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...