Quarta, 24 de Janeiro de 2018

Presidente de CPI diz que espionagem a advogado é abuso de poder

16 JAN 2009Por 22h:58
     

BRASÍLIA

 

O presidente da CPI dos Grampos, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), classificou como "grave" a espionagem feita pelo delegado da Polícia Federal (PF) Protógenes Queiroz ao advogado do banqueiro Daniel Dantas.

Itagiba afirmou que a Satiagraha, operação da PF que resultou na prisão temporária de Dantas, foi marcada por "abusos de poder". "O caso é grave pois viola o Estado democrático de direito", lamentou. "O episódio reforça os abusos de poder praticados no decorrer da Satiagraha tanto por parte da Abin quanto do delegado da PF", afirmou.

Na avaliação de Itagiba, a revelação de que Protógenes espionou o advogado de Dantas reforça que "o poder precisa ser controlado". "As pessoas acham que os fins justificam os meios. Os fins não podem justificar os meios. O Estado não pode cometer os mesmos crimes com a justificativa de que está atrás de criminosos."

Leia Também