Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

FORA DE CIRCULAÇÃO

Presa quadrilha especializada em atacar clientes na porta de bancos

26 MAI 2011Por FAUSTO BRITES00h:02

Especializada em assaltos conhecidos como "saidinha de banco" (ataque aos clientes na porta das agências), foi presa uma quadrilha em Campo Grande. Ontem (25) seus integrantes foram apresentados pela polícia 

Segundo informações policiais, desde o início deste ano a quadrilha comandada por Aureni Rodrigues de Oliveira, 36 anos, conhecida como 'Guia', passou a ser novamente monitorada pois, assim que seu marido saiu do regime semiaberto, esse tipo de roubo se intensificou na cidade

Na sexta-feira passada, por volta das 15h, ocorreu assalto numa agência bancária da Rua Coronel Antonino. Os marginais, utilizando uma moto, atacaram um cliente e roubaram R$ 35 mil.

Os policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) imediatamente se deslocaram para o Bairro Cidade Morena, onde mora Aureni, pois o modo de ação indicava que seu bando tinha voltado a agir.

Na entrada do bairro Aureni e Adailton Mascarenhas da Silva, 30 anos, conhecido como "Dayane" foram interceptados em um veículo Fiesta. Durante interrogatório, confessaram o roubo e delataram os outros envolvidos.

Eles foram identificados como sendo Antônio Pereira Rodrigues, 34 anos, a "Beta"; Sofia Wilken Rodrigues de Arruda, 45 anos, Wagner Rodrigues Lima do Nascimento (marido de Aureni), 31 anos e Antônio Alves de Arruda Júnior, 28 anos, o "Júnior". Estes dois últimos foram apontados como os autores do roubo dos R$ 35 mil na Coronel Antonino

As quatro equipes da Derf, com essas informações, passaram a fazer diligências. Antônia foi a primeira a ser presa em sua residência, no Bairro Cidade Morena. Com ela foi apreendida dois revólveres, além de certa quantia em dinheiro referente a sua parte no roubo e de sua prima Aureni.

No Bairo Arnaldo Estevão de Figueiredo, local onde foi feita a partilha do dinheiro, foi preso Antônio Alves de Arruda Júnior - que era o 'garupa' da moto no assalto - e marido de Sofia. Esta já tinha fugido levando a parte do dinheiro que coube ao casal.

O piloto da motocicleta utilizada pelos autores também não foi localizado, sendo identificado como Wagner Rodrigues Lima do Nascimento, mototaxista.

Durante as diligências efetuadas, foram recuperados o montante de R$ 8.100 sendo que as duas maiores partes ficaram com Wagner e Sofia.

No curso do Inquérito Policial, ainda em andamento, Aureni também confessou, na presença de seu advogado, outros 04 (quatro) roubos praticados pela quadrilha, revelando inclusive, o envolvimento de outras duas pessoas, sendo um homem e uma mulher.

Foi pedida a prisão preventiva de Sofia Wilken Rodrigues de Arruda e Wagner Rodrigues Lima do Nascimento, além das outras duas pessoas, integrantes da quadrilha.

        

Wagner Rodrigues Lima do Nascimento

Leia Também