Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OLIMPÍADAS DE 2016

Preparo físico e psicológico de PMs deve custar R$ 10 mi

Preparo físico e psicológico de PMs deve custar R$ 10 mi
13/03/2011 15:40 - r7


Relatório divulgado pela ONG (organização não governamental) Contas Abertas na última semana mostra que o governo federal e o governo fluminense devem gastar, até 2016, cerca de R$ 9,6 milhões com atividades voltadas para o preparo físico e mental de policiais militares que atuarão nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Os dados foram obtidos em planilhas divulgadas no Portal da Transparência dos Jogos Rio 2016, elaborado pela CGU (Controladoria-Geral da União), que revela outros detalhes dos preparativos do país para receber os jogos olímpicos.

Embora os detalhes do programa de melhoria física e psicológica dos PMs não tenham sido divulgados, o Portal da Transparência das Olimpíadas diz que os investimentos serão usados para a “elaboração de um controle psicológico do trabalho policial nas zonas de conflitos violentos”, “melhoria do espírito do elenco da Polícia Militar e de seus valores”, além da “melhoria do condicionamento físico” – o que deve envolver muito exercício físico e nutrição de qualidade nos próximos anos.

Além de investir na “melhoria psicológica e física dos policiais militares”, os governos federal e estadual devem desembolsar R$ 115,2 milhões com o aumento das tropas da PM, considerando apenas os custos com treinamento. Isso porque, até 2012, a Polícia Militar deve aumentar o número de profissionais de 38 mil para 54 mil.

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...