Terça, 12 de Dezembro de 2017

Premiê turco substitui dez ministros depois de escândalo de corrupção

26 DEZ 2013Por AGÊNCIA BRASIL19h:00

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Erdogan, substituiu dez ministros do seu governo depois de um escândalo de corrupção que eclodiu ontem (25). Na noite de quarta-feira, Erdogan nomeou dez novos ministros, o que representa mais de metade das pastas. A decisão foi tomada depois de o premiê ter se reunido com o presidente turco, Abdullah Gül.

Foram atingido pelas mudanças os ministros do Interior, da Economia, do Meio Ambiente, dos Assuntos Europeus, da Justiça, dos Transportes, da Família, do Desporto e da Indústria, além do vice-primeiro-ministro.

Os três ministros que deixaram o governo logo na eclosão da crise foram atingidos depois de seus filhos terem sido presos por acusações de corrupção, lavagem de dinheiro e tráfico de ouro. Os filhos dos dirigentes foram detidos em uma ação policial que atingiu o presidente de um banco público, burocratas e empresários.

Depois dos acontecimentos, a população reagiu pedindo a demissão do primeiro-ministro e a polícia teve de usar gás lacrimogêneo para dispersar uma manifestação com cerca de 5 mil nas ruas da capital, Istambul.

*Com informações da Agência Lusa

Leia Também