Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

MUNICÍPIOS

Prejuízos provocados pela chuva superam R$ 116 mi no Estado

11 MAR 2011Por DANÚBIA BUREMA/ROSANA SIQUEIRA14h:00

Cálculos preliminares do Governo do Estado indicam que os prejuízos provocados pelas chuvas nos municípios, de imediato, podem superar os R$ 116 milhões, até agora. A informação foi dada pelo governador André Puccinelli, hoje pela manhã, durante coletiva na Base Aérea da Capital, durante a visita do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra. Somente em Campo Grande, as perdas são estimadas em R$ 45 milhões.  

O presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), Jocelito Krug, presente à reunião com o ministro destacou que os cálculos preliminares dos danos  já daria sim para pedir ajuda federal. "Cada prefeitura precisaria de R$ 400 a R$ 500 mil somente para arrumar os estragos provocados pelas chuvas", afirmou.

Com relação à solicitação de mais recursos ao ministro, Krug frisou que "foram pegos de surpresa com a visita do ministro e muitas cidades não conseguiram concluir o número de perdas para fazer o decreto de emergência".

DECRETOS

Os municípios de Ribas do Rio Pardo, Rio Verde de Mato Grosso, Bandeirantes, Paranaíba, Dourados, Rio Brilhante, Sidrolândia, Maracaju e São Gabriel do Oeste vão decretar estado de emergência por causa das chuvas fortes que atingem o estado de Mato Grosso do Sul. O volume de água, o maior desde 1990 segundo a Defesa Civil, provocou enchentes de rios, destruiu pontes e afetou a lavoura das áreas rurais dos municípios.

Segundo o coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Ociel Ortiz Elias, o número de pessoas desabrigadas (perderam a casa), desalojadas (casa abandonada por causa da chuva) ou isoladas (por causa das cheias dos rios) já passa de 67 mil. Além dos nove municípios, já estavam em situação de emergência as cidades de Aquidauana (com 10,7 mil pessoas afetadas), Anastácio (4,1 mil pessoas), Dois Irmãos do Buriti (1,8 mil pessoas), Coxim (7 mil pessoas) e Miranda (75 pessoas). Essas cidades foram afetadas pelas enchentes dos rios Aquidauana, Taquari e Miranda que, em média, subiram 7,4 metros alagando parte das cidades.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também