Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

BOLSA FAMÍLIA

Prefeitura quer ampliar cadastros na saúde

24 MAR 2011Por da redação00h:02

Prefeitura chama famílias do Bolsa Família para buscar atendimento em saúde
As famílias que recebem o benefício do Bolsa Família também estão no programa de atendimento das unidades de saúde do município. As crianças e as mulheres são priorizadas e devem receber acompanhamento em saúde (vacinação, pré-natal e exames preventivos para as mulheres).

Segundo a coordenadora do Núcleo de Atenção Básica da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Margarete Ricci, existe dificuldade em fazer o acompanhamento dos beneficiados pelo Bolsa Família. “Precisamos fazer com que essas pessoas venham para as unidades de saúde porque a iniciativa não acontece espontaneamente”, revelou.

A Secretaria Municipal de Políticas e Ações Sociais e Cidadania (SAS) está iniciando uma campanha de esclarecimento visando chamar as famílias de que estão no Bolsa Família para que façam o cadastro nas unidades de saúde. No ano passado, a SAS cadastrou 26 mil 493 famílias do programa Bolsa Família. Desse total, 51 mil e 51 pessoas deveriam receber acompanhamento nas unidades de saúde, ou seja, 13.878 crianças e 12.615 mulheres.

O percentual de atendimento em saúde conseguido pela Sesau para os beneficiados do Bolsa Família foi de 83%. “São grupos de risco, as pessoas que estão no programa apresentam dificuldades sócio-econômicas, a carência e a vulnerabilidade se refletem em problemas de saúde, a exemplo das diarréias vinculadas à alimentação e o baixo peso das crianças”, relatou Hildice Pereira, gerente técnica de Atenção Básica da Sesau.

Para mudar essa situação, a Sesau quer começar uma campanha. “Pretendemos fazer mutirões e divulgar mensagens nas rádios comunitárias para que as pessoas procurem nossas unidades de saúde levando a caderneta de vacinação das crianças, o cartão do pré-natal (gestantes) e o cartão de benefício do Bolsa Família.”, assinalou Margarete.

Leia Também