Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BOLSA FAMÍLIA

Prefeitura quer ampliar cadastros na saúde

24 MAR 11 - 00h:02da redação

Prefeitura chama famílias do Bolsa Família para buscar atendimento em saúde
As famílias que recebem o benefício do Bolsa Família também estão no programa de atendimento das unidades de saúde do município. As crianças e as mulheres são priorizadas e devem receber acompanhamento em saúde (vacinação, pré-natal e exames preventivos para as mulheres).

Segundo a coordenadora do Núcleo de Atenção Básica da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Margarete Ricci, existe dificuldade em fazer o acompanhamento dos beneficiados pelo Bolsa Família. “Precisamos fazer com que essas pessoas venham para as unidades de saúde porque a iniciativa não acontece espontaneamente”, revelou.

A Secretaria Municipal de Políticas e Ações Sociais e Cidadania (SAS) está iniciando uma campanha de esclarecimento visando chamar as famílias de que estão no Bolsa Família para que façam o cadastro nas unidades de saúde. No ano passado, a SAS cadastrou 26 mil 493 famílias do programa Bolsa Família. Desse total, 51 mil e 51 pessoas deveriam receber acompanhamento nas unidades de saúde, ou seja, 13.878 crianças e 12.615 mulheres.

O percentual de atendimento em saúde conseguido pela Sesau para os beneficiados do Bolsa Família foi de 83%. “São grupos de risco, as pessoas que estão no programa apresentam dificuldades sócio-econômicas, a carência e a vulnerabilidade se refletem em problemas de saúde, a exemplo das diarréias vinculadas à alimentação e o baixo peso das crianças”, relatou Hildice Pereira, gerente técnica de Atenção Básica da Sesau.

Para mudar essa situação, a Sesau quer começar uma campanha. “Pretendemos fazer mutirões e divulgar mensagens nas rádios comunitárias para que as pessoas procurem nossas unidades de saúde levando a caderneta de vacinação das crianças, o cartão do pré-natal (gestantes) e o cartão de benefício do Bolsa Família.”, assinalou Margarete.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Júri condena dois acusados de atacar judeus em 2005 em Porto Alegre
BRASIL

Júri condena dois acusados de atacar judeus em 2005 em Porto Alegre

BRASIL

Brumadinho: sobe para 212 o número de mortos identificados em tragédia

BRASIL

Bolsonaro e Piñera rejeitam intervenção militar na Venezuela

BRASIL

Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação, mostra monitoramento

Mais Lidas