Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MELHORIAS

Prefeitura pede licença ambiental para pavimentar linhas de ônibus

Prefeitura pede licença ambiental para pavimentar linhas de ônibus
13/04/2011 14:30 - FAUSTO BRITES


Os primeiros requerimentos de solicitação de licença ambiental para início das obras de pavimentação dos corredores do transporte coletivo- previstas para o segundo semestre - já estão sendo publicadas pela Prefeitura de Campo Grande. Com investimentos de R$ 24 milhões, o projeto prevê asfalto em 27 linhas de ônibus em 31 bairros. As empresas interessadas deverão apresentar propostas a partir de quarta-feira (14) até o dia 29 deste mês na Central de Licitação.

De acordo com o secretário municipal de Governo, Rodrigo Aquino, os recursos são provenientes do Pró-Transporte – programa do Ministério das Cidades e FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Ele reafirmou a disposição do prefeito Nelsinho Trad em deixar, com essa ação, 99% das linhas de ônibus pavimentadas.

 Bairros

Os requerimentos publicados referentes às futuras obras noscorredores do transporte coletivo mo Residencial das Nações, Nova Campo Grande, Vila Danúbio Azul, Portal do Panamá, Jardim Cerejeira I (margem direita do Segredo),  Jardim Cerejeira II (margem esquerda do Segredo), Avenida Oceania, Vivendas do Parque, Jardim São Conrado II, Jardim Manaíra, Jardim Noroeste, Jardim Vilas Boas, Jardim Inápolis, Residencial Barra da Tijuca, Morada do Sol, Parque Izabel Gardens, Loteamento Dona Dedé, Loteamento Nova Serrana, Jardim Indianópolis, Rancho Alegre, Vila Beija-Flor (Residencial Sírio-Libanês), Vila Futurista. Parque Dallas, Nova Jerusalém, Vila Oeste, Bairro São Caetano, Jardim Ouro Preto e São Pedro,  

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.