Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

CENTRO

Prefeitura inicia reforma na Praça Ary Coelho em março

22 DEZ 2010Por DANIELLA ARRUDA01h:50

Obras de revitalização da Praça Ary Coelho devem ser iniciadas em março do ano que vem, com previsão de serem entregues à população em agosto. O cronograma foi repassado ontem pelo prefeito Nelsinho Trad (PMDB), após solenidade de homenagem a cinco escolas públicas da rede municipal que foram premiadas em concursos na Capital, em nível estadual e nacional. "Essa será uma obra que nós teremos que executar de manhã, à tarde e à noite, para começar e terminar rápido. Por ali passam seis mil pessoas todo dia. Vamos organizar para começar (os trabalhos) depois do carnaval. A nossa previsão é entregar a praça pronta durante o aniversário da cidade (em 2011)", explicou.

Orçada em R$ 1 milhão, a revitalização da Praça Ary Coelho foi lançada em agosto deste ano, mas o início das obras ainda dependia de elaboração do projeto técnico-arquitetônico, cuja licitação saiu neste mês. Entre as principais alterações, a proposta prevê o cercamento de toda a praça, instalação de pórticos em cada esquina, revitalização do coreto e da fonte, com preservação das características originais de ambas as estruturas, além de reformulação dos pontos de ônibus, que passarão a funcionar como terminais de embarque pré-pago, em modelo semelhante ao de Curitiba (PR).

Banheiros
Outra mudança do projeto será a retirada definitiva dos banheiros públicos, que estão situados abaixo do coreto e atualmente permanecem fechados. No lugar destes sanitários, a prefeitura passou a adotar banheiros químicos. São ao todo quatro sanitários, dois masculinos e dois femininos, que ficam à disposição da população na Praça Ary Coelho. "Desde que começamos com os banheiros químicos, não precisamos mais consertar nada e acabaram as reclamações. Atingiu o nosso objetivo, mas infelizmente essa foi uma mudança que tivemos que fazer em função da falta de consciência de algumas pessoas que fazem vandalismo", comentou o prefeito.

A maioria dos usuários aprovou a substituição dos sanitários fixos pelos químicos. "Está melhor, mais limpo. Aquele antigo vivia numa sujeira total", disse a monitora Rose Jesus de Almeida, 35 anos, após levar os filhos, uma menina de 10 anos e dois garotos de cinco e dois anos, aos novos sanitários públicos.

Para o aposentado Airton Júlio, 59 anos, os banheiros químicos deixaram o ambiente "mais sadio" do que o visto nos banheiros antigos. Porém ele sugere a colocação de mais sanitários na praça. "Agora, com o fim de ano, praticamente triplica o número de pessoas que passam por aqui", comentou.

Já a pensionista Vanessa Pereira, 24 anos, não viu diferença na mudança. "Está do mesmo jeito, continua o mau cheiro e a bagunça. Acho que deveriam voltar com os banheiros de antes, colocando uma limpeza mais contínua e também gente para cuidar, dia e noite", sugeriu.

Leia Também