quinta, 19 de julho de 2018

PORTO SECO

Prefeitura encaminha análise a Brasília

13 DEZ 2010Por DA REDAÇÃO00h:00

A Prefeitura de Campo Grande encaminhou a Receita Federal a publicação da Análise Preliminar para Implantação de um Porto Seco junto ao Terminal Intermodal de Cargas em Campo Grande. O documento foi entregue na semana passada para análise à superintendência da Receita Federal em Brasília pelo Delegado da Delegacia da Receita Federal em Campo Grande, Edson Ishikawa.

“A partir de agora será feito um estudo de viabilidade da implantação do Porto Seco pela Receita Federal para, no caso de aprovação do projeto, serem iniciadas as licitações e em seguida o alfandegamento”, diz Edson. A Delegacia da Delegacia da Receita Federal em Campo Grande também vai estudar a análise entregue pela Prefeitura Municipal como forma de complementar as informações sobre as características locais que podem favorecer a implantação do Porto Seco.

Segundo o documento, Mato Grosso do Sul apresenta expressivo intercâmbio comercial com o mercado interno (com as regiões Sudeste e Sul do País) e com o mercado externo por meio de importações e exportações de volume expressivo. Grande parte tem origem e destino ao município de Campo Grande, principal pólo econômico do Estado, responsável por 53% da arrecadação do ICMS.

A logística do transporte de cargas é um dos temas mais cruciais para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul por ser estratégia de lucro, com oportunidades para aumento de produtividade, melhoria de qualidade e redução de custos com reflexo na competitividade. Com este cenário a Prefeitura de Campo Grande decidiu estrategicamente promover a integração dos modais por meio da implantação de um Terminal Intermodal de Cargas que deverá oferecer condições adequadas no manuseio, armazenagem e distribuição de cargas em geral. O Terminal está em fase de obras, sendo que a estrutura de fundação já está concluída. 

 

Leia Também