CAMPO GRANDE

Prefeitura desiste de compra e negocia aluguel da Câmara

Prefeitura desiste de compra e negocia aluguel da Câmara
21/07/2012 00:00 - ANAHI ZURUTUZA


A Prefeitura de Campo Grande desistiu da compra do prédio da Câmara Municipal e negocia com a Haddad Engenheiros Associados Ltda., dona do imóvel, a quitação da dívida e renovação do contrato de aluguel. Desde 2005, o município não paga os aluguéis do prédio onde funciona o Legislativo, na Avenida Ricardo Brandão, e, em dezembro do ano passado, a Justiça determinou a desocupação imediata do local.

A administração municipal recorreu e aguarda novo julgamento, mas enquanto a “pendenga” não for resolvida, os vereadores continuam na ameaça de ficarem “sem teto”.

O débito do município com a empresa seria de, pelo menos, R$ 7,6 milhões, sem calcular os juros e a correção monetária do últimos dois anos. Já o aluguel, que era de R$ 35 mil até 2005, pode ser reajustado para algo em torno de R$ 42 mil, se levado em conta o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), desde 2010.

Leia mais no jornal Correio do Estado
 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".