Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

Prefeitura de Dourados paga por equiamentos que não existem

3 SET 2009Por 23h:30
     

        Antonio Viegas, de Dourados

         

A Prefeitura de Dourados paga R$ 55 mil mensais por equipamentos hospitalares que não existem no Hospital Santa Rosa, de propriedade da família Uemura. Além disso, o Executivo ainda banca o aluguel do imóvel ao custo, superfaturado, de R$ 45 mil por mês. A conclusão é da auditoria do Ministério da Saúde, que confirmou as irregularidades apontadas pela Polícia Federal (PF), durante as investigações da Operação Owari. A avaliação do imóvel foi feita por uma imobiliária que pertence ao Grupo Uemura. Para os auditores do Ministério da Saúde, o valor máximo do aluguel do prédio do Hospital deveria ser de R$ 18,5 mil.

        Diante das irregularidades, a prefeitura anunciou que avalia anular o contrato. A Procuradoria Geral do Município (PGM) está analisando o relatório da auditoria, realizada em 2008, para verificar as condições da contratação do Hospital Santa Rosa pela administração anterior.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também