Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DÍVIDA

Prefeitura atrasa aluguel e Santa Casa retoma colégio

Prefeitura atrasa aluguel e Santa Casa retoma colégio
19/02/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


A Associação Beneficente de Campo Grande (ABCG), mantenedora da Santa Casa, vai pedir de volta o prédio do Colégio Oswaldo Cruz, a mais antiga escola de Campo Grande em atividade, atualmente, integrante da Rede Municipal de Ensino. A administração do hospital quer implantar, ainda neste ano, uma central de capacitação na área da saúde, no local. O contrato de aluguel entre a ABCG e a prefeitura venceu em maio do ano passado, não foi renovado e, muito menos, teve seus valores renegociados. A reportagem está na edição de hoje (19) do jornal Correio do Estado.

A inadimplência da prefeitura pelo uso do Colégio Oswaldo Cruz é de R$ 715.648,95, valor que não leva em consideração multas contratuais por atraso. O município de Campo Grande não paga aluguel do prédio desde 2010. O valor estabelecido em contrato é de R$ 15 mil por mês. Procurada, a prefeitura da Capital não se manifestou.

Ontem, em entrevista coletiva na Santa Casa, o presidente da ABCG, Wilson Teslenco, confirmou a retomada do prédio e a instalação da escola de saúde. “Fechamos uma parceria com o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), e vamos buscar uma parceria também com o governo do Estado para implantar a escola”, afirmou. A reportagem é de Eduardo Miranda e Daniella Arruda
 

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?