Segunda, 18 de Junho de 2018

Prefeitos do Estado nestão entre os campeões no aumento da arrecadação

14 ABR 2008Por 23h:24
     

Clodoaldo Silva, Brasília

 

Os prefeitos de Mato Grosso do Sul estão em terceiro lugar no ranking nacional dos gestores municipais que mais aumentaram as receitas nos últimos cinco anos. No Estado, os 78 prefeitos mais que dobraram sua receitas, obtendo incremento de 131%, o que faz passar de R$ 1,020 bilhão em 2002 para R$ 2,357 bilhões, no ano passado, em receitas próprias e transferências estaduais e federais para o cofre dos municípios. Mato Grosso do Sul, na região Centro-Oeste, tem 25 pontos percentuais a mais que Goiás e 38 pontos percentuais superiores a Mato Grosso.

Em todo o País, na média, os municípios aumentaram em 94,7% suas receitas, impulsionada pela receita de ISS (Imposto Sobre Serviços), que registrou crescimento médio de 129,5% entre 2002 e 2007. Passou de R$ 7,9 bilhões para R$ 18,1 bilhões.

Embora tenha ocorrido este incremento, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, alertou que o prefeito assume compromissos dos governos federal e estadual. "O prefeito faz o que é da União e do Estado", afirmou Ziulkoski, exemplificando com o caso do transporte escolar e quando o município assume responsabilidades na segurança pública, que é um serviço de competência do Governo estadual.

Leia Também