domingo, 15 de julho de 2018

Prefeito reeleito é cassado por compra de voto

15 DEZ 2008Por 21h:58
     

Maria Matheus 

 

O prefeito reeleito de Bonito, José Arthur Soares de Figueiredo (PMDB), teve o registro de candidatura cassado, ficou inelegível por três anos e foi condenado a pagar multa de R$ 40 mil. A Justiça eleitoral cassou ainda a candidatura do vice eleito, Odilson Arruda Soares (PSDB) e em outra sentença, a do presidente da Câmara Municipal, Paulo Joel de Rezende, o Paulinho (PMDB). A primeira-dama, Conceição Isabel de Figueiredo, secretária de Assistência Social e o funcionário público Valdirnei Ferreira Martins também foram condenados por compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições de outubro.

Eles são acusados de montar esquema para distribuição de cestas básicas em troca de votos durante a campanha eleitoral, tirando proveito do contrato que a prefeitura tem com o Mercado Oderi para o fornecimento de alimentos destinados aos programas da oficiais da Secretaria de Assistência Social.

Leia Também