Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRANSPORTE COLETIVO

Prefeito quer isentar tarifa por tempo indeterminado

Prefeito quer isentar tarifa por tempo indeterminado
12/02/2014 09:14 - Patricia Belarmino


O prefeito Alcides Bernal (PP) encaminhou ontem (11) à Câmara Municipal o projeto de lei complementar que prevê isenção de ISS (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) às empresas de transporte coletivo de Campo Grande por tempo indeterminado. A medida, caso aprovada pelos vereadores, passa a valer a partir do dia 1º de março.

A proposta encaminhada por Bernal prevê uma alteração na Lei Complementar nº 59, de 2 de outubro de 2003, que trata especificamente sobre o ISS. O prefeito quer que “as prestações de serviços de transporte público no município por ônibus de passageiro” seja incluída no grupo dos serviços dispensados da cobrança do imposto municipal.

O artigo 12 da Lei Complementar nº 59 traz uma série de serviços que são isentos da cobrança de ISS, como clubes sociais, federações desportivas, espetáculos circenses, estagiários e motoristas de automóveis de aluguel taxistas, entre outros. As últimas modificações que incluíram mais categorias no artigo que trata da isenção de ISS ocorreram em 2002.

Leia mais no jornal Correio do Estado

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...