Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sábado, 23 de fevereiro de 2019 - 22h17min

Indicação

Prefeito pede que Lula escolha Odilon para STF

26 AGO 10 - 20h:57
Silvia Tada

A indicação do juiz federal Odilon de Oliveira para a vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) ganhou mais um reforço durante a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Campo Grande, na última terça-feira. O prefeito Nelsinho Trad entregou ao presidente o currículo do magistrado, pedindo deferência na análise.
“Disse que se tratava de um magistrado extremamente competente, nordestino como ele (Lula), que atuou de forma decisiva na elucidação do caso que envolvia um plano de sequestro do filho do presidente”, relatou Nelsinho, referindo-se à Operação X, da Polícia Federal, em agosto de 2008, que descobriu suposto plano para sequestrar autoridades e familiares. Um dos alvos seria o preparador físico Luis Cláudio, filho de Lula.
A reação do presidente, segundo Nelsinho, foi chamar o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e determinar que entregasse o papel, no gabinete presidencial, quando Lula estivesse em sua mesa. “Nós temos que valorizar o que temos de bom e o juiz Odilon é um destaque na área da Justiça”, disse Nelsinho.
O prefeito intercedeu, também pelo advogado Ary Raghiant Neto, que concorre à reeleição para composição do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS). A lista tríplice passa pelo Tribunal de Justiça, pelo Tribunal Superior Eleitoral e a decisão final é do presidente da República.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Mosaic declara situação de emergência em barragem na cidade de Araxá

POLÍTICA

Carlos Bolsonaro volta discreto à Câmara no Rio e assina proposta da oposição

BRASIL

Saída de Bebianno muda relação do governo Bolsonaro com o Congresso

CORREIO B

Às vésperas do início do Carnaval, febre neon inspira famosas e domina comércio popular

Mais Lidas