Segunda, 22 de Janeiro de 2018

Prefeito interino quer rever valores repassados ao HE

8 SET 2010Por 05h:45
     

                O prefeito interino de Dourados, juiz Eduardo Machado Rocha, o secretário municipal de Governo e Comunicação, Eleandro Passaia e o secretário de Saúde, Mário Eduardo Rocha, iniciaram ontem uma conversa com os membros do Conselho Deliberativo do Hospital Evangélico (HE) para rever valores que são repassados à entidade.
                
                A prefeitura mantém um convênio com o HE para administrar os hospitais municipais da Vida e da Mulher, firmado no início de 2009. Para isso o município repassa mensalmente cerca de R$ 3 milhões ao HE.
                
                O prefeito interino solicitou uma reunião com os representantes do HE para maiores esclarecimentos e para tentativa de rever os valores repassados.
                
                O presidente do Conselho Deliberativo do HE, Abel Ferreira de Almeida, de Campo Grande, e o vice-presidente, Fernando Hamilton Costa, de São Paulo, vieram a Dourados especialmente para a reunião. Acompanharam também o encontro os promotores de Justiça Paulo Zeni e Amilcar Araújo Carneiro Júnior.
                
                Os representes do HE disseram que durante os 64 anos de existência do HE nunca houve qualquer tipo de irregularidade comprovada. Eles argumentaram que no que se refere aos repasses públicos, não há indícios de irregularidades nos relatórios do hospital, mas no que se refere aos recursos próprios do HE, o conselho não têm conhecimento. Os representantes do HE disseram que estão dispostos a se inteirar de todas as denúncias da Polícia Federal para depois tomar as providências devidas.
                
                O secretário municipal de Governo fez questionamentos quanto à transparência do uso do dinheiro público repassado ao HE.
                
                Os mesmos questionamentos foram feitos pelos promotores Paulo Zeni e Amilcar Carneiro que, inclusive se colocaram à disposição do Conselho Deliberativo do HE para que possam tirar todas as dúvidas quanto às denúncias e provas existentes em poder da Polícia Federal.
                
                O prefeito interino, Eduardo Machado Rocha, disse que esta primeira reunião foi para esclarecer alguns pontos ao Conselho Deliberativo do HE sobre as denúncias e posteriormente será marcada outra reunião para discutir detalhes técnicos. Essa reunião ficou de ser marcada pelo secretário de Saúde, Mário Eduardo Rocha, possivelmente para ainda esta semana.

                 

                (Dourados News)
                

Leia Também