Quarta, 17 de Janeiro de 2018

Prefeito está em Brasília para tentar aprovar projetos no PAC2

14 SET 2010Por 14h:00
     

O prefeito Nelson Trad Filho está hoje em Brasília onde, junto com técnicos da Prefeitura Municipal de Campo Grande, participa de duas reuniões exclusivas no Ministério das Cidades, nas quais serão apresentados projetos técnicos e executivos para o PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal), com investimento total no valor de R$ 307 milhões. As reuniões serão realizadas na Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental e Habitação às 16h e às 17h.

O prefeito demonstrou otimismo com relação à aprovação dos projetos: "Temos chances enormes de sermos inseridos no PAC 2 porque nossos projetos são totalmente viáveis e vão acabar com nossos dois últimos problemas com fundos de vale nos córregos Lageado e Bálsamo. Os projetos vão melhorar a qualidade de vida da população dessas regiões e ainda dar continuidade nas obras desenvolvidas nos Complexos Cabaça e Segredo", disse Nelsinho.

Os projetos abrangem obras de drenagem e pavimentação, construção de Parques Lineares, remoção de famílias de áreas de risco e inauguração de novos residenciais na região dos Córregos Bálsamo, Lageado, Segredo, Imbirussu e Taquaral Bosque.

Já os Córregos Anhanduí, Areias e Cabaça (continuação do PAC 1) receberão projetos de manejo de águas pluviais e recuperação, com orçamento total de cerca de R$ 71 milhões. A Prefeitura de Campo Grande ainda solicita ao PAC 2 o prolongamento da Guaicurus e acesso às Moreninhas, obra que vai otimizar o trânsito na região Sul da cidade com recursos em torno de R$ 46 milhões.

Ações em desenvolvimento

A Prefeitura Municipal já realizou estudos sócio-ambientais e de infra-estrutura de todas as regiões dos córregos que serão beneficiadas pelas obras. Também está concluído o cadastro das famílias que irão receber as novas casas por meio da marcação nos locais com previsão de remoção, cadastro e registro para evitar novas ocupações.

Somando-se todos os projetos a previsão é que sejam construídas 1.737 novas casas, em um total de cerca de R$ 73 milhões de investimentos em habitação. Registros fotográficos das áreas integram os projetos também foram realizados e serão apresentados pessoalmente pelo prefeito Nelsinho e técnicos na reunião desta terça-feira.

Leia Também