Segunda, 22 de Janeiro de 2018

Prefeito e vereadores de Japorã são denunciados por extorsão e improbidade administrativa

29 AGO 2008Por 17h:20
     

 

 

O prefeito de Japorã e sete (dos nove) vereadores foram denunciados pelo Ministério Público Estadual pelos crimes de extorsão e falsidade ideológica. De acordo com a denuncia, o prefeito do PT, Rubens Freire Marinho, e os vereadores João Carlos Teodoro, Lindomar de Oliveira, Jair de Souza Lima, Edivaldo Cangussu Meira, Luiz da Silva Francisco, Arlindo Perin e Gilvan Antônio Perin teriam obrigado os servidores da Câmara Municipal a declararem, por meio de escrituras públicas, uma confissão de dívida de R$ 50 mil, em benefício de uma terceira pessoa. O dinheiro seria usado para cumprir um acordo político firmado entre os vereadores e o prefeito para manipular a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de Japorã. Segundo a acusação, depois da eleição e posse, o prefeito Rubens Freire Marinho teria proposto ao presidente da câmara nova confissão de dívida no valor de R$ 50 mil em favor do próprio prefeito, sob a ameaça de denunciar o vereador, presidente da câmara, pelo crime de falsidade ideológica cometido para conseguir ser eleito.  A denuncia foi aceita, por unanimidade, pelo Tribunal de Justiça, no dia 20, por entender que houve uso indevido de bem público em proveito próprio. O nome do favorecido, na primeira extorsão não foi divulgado pelo Ministério Público Estadual.

 

Com informações do MPE

Leia Também