Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Prefeito diz não haver gays em Sochi e quer 'respeito' dos visitantes

Prefeito diz não haver gays em Sochi e quer 'respeito' dos visitantes
28/01/2014 03:00 - sidneyrezende


O prefeito de Sochi, Anatoly Pakhomov, deu uma declaração polêmica à imprensa. Ele reforçou que é contrário a "propaganda gay" e pediu que os homossexuais tenham respeito às leis da Rússia. A cidade sediará as Olimpíadas de Inverno entre os dias 7 e 23 de fevereiro.

"Nós apenas dizermos que isso (opção sexual) é da conta de cada um, é assunto de cada um. Mas isso não é aceito aqui no Cáucaso, onde vivemos. Nós não temos eles (homossexuais) em nossa cidade", disse Pakhomov, que mais tarde, mudou seu discurso. "Não tenho certeza, mas não conheço eles".

A declaração de Anatoly Pakhomov foi recebida com muita indignação e rejeição pela comunidade gay local. O ativista de direitos homossexuais, Nikolay Alekseyev, comparou a declaração do prefeito de Sochi com a do ex-presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, que afirmou não haver gays no seu país.

Segundo a agência de notícias "Russia Today" (RT), há pelo menos duas boates que são frequentadas por homossexuais e simpatizantes e Sochi. Já o site "Huffington post" afirmou que a região concentra outros pontos frequentados por eles.

Felpuda


Alguns políticos estão se aproveitando deste momento preocupante de pandemia para sugerir projetos oportunistas que, em alguns casos, são de resultados extremamente duvidosos. O mais interessante – para não dizer outra coisa – é que se for analisado o desempenho normal dessas figuras, verifica-se que essa preocupação toda nunca esteve no topo das suas prioridades. Ano eleitoral é assim mesmo. Lamentável!